Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

15 de dezembro de 2023

AVIAÇÃO DE CAÇA - Sétimo caça F-39 Gripen decola de Navegantes (SC) rumo a Anápolis (GO)

Mais um F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou, nesta sexta-feira (15/12), rumo à Base Aérea de Anápolis (BAAN). A aeronave, sétima de série recebida pela FAB, chegou ao Brasil no início da semana, após cerca de 20 dias de viagem em um navio a partir da Suécia e foi deslocada, na madrugada de quarta-feira (13/12), do Porto ao Aeroporto Internacional de Navegantes (SC), onde passou por procedimentos técnicos.

Os trabalhos incluíram a instalação do assento ejetável e do kit sobrevivência, abastecimento e verificação de sistemas. Na quinta-feira (14/12), ocorreu o cheque de motor, que contou com giro no pátio e táxi na pista do aeroporto.


A decolagem do mais novo Gripen da FAB aconteceu às 10h35. O voo entre Navegantes e Anápolis teve 1h20 de duração e foi conduzido por um piloto do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV). O caça, agora, se junta às demais aeronaves no Primeiro Grupo de Defesa Aérea (1º GDA) - Esquadrão Jaguar, sediado na BAAN.

Operação Navegantes

A Operação Navegantes compreendeu o desembarque, o deslocamento e a decolagem do F-39 Gripen de matrícula FAB 4107. A missão teve participação de equipes da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave De Combate (COPAC), do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), do Comando de Preparo (COMPREP), do Centro de Transporte Logístico da Aeronáutica (CTLA), do Centro de Inteligência da Aeronáutica (CIAER), do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) e da Saab. A operação ainda contou com apoio da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), da Guarda Municipal de Navegantes, do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina (CBMSC), da Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC), da Prefeitura Municipal de Navegantes, da Fundação Municipal de Vigilância e Trânsito (NAVETRAN) e da Receita Federal.


Conforme o coordenador da Operação Navegantes, Coronel Aviador Leandro Barbosa Ferreira Pinto, do efetivo da COPAC, o recebimento da sétima aeronave de série representa mais um passo na consolidação da parceria Brasil-Suécia. “A aeronave se destaca como o impulsionador da capacidade operacional da Força Aérea Brasileira na manutenção da soberania de nosso espaço aéreo”, ressalta.

F-39 Gripen


Reconhecido pela eficiência, baixo custo de operação, elevada disponibilidade e capacidade tecnológica avançada, o F-39 Gripen configura um salto qualitativo para a FAB. A aeronave possui tecnologias de ponta, incluindo os mais modernos sistemas, sensores e armas para a operação em ambientes hostis e em cenários de combate complexos.


O F-39 Gripen é o vetor de primeira linha da Força Aérea Brasileira, uma vez que a aeronave consegue cumprir missões de defesa aérea, ataque ao solo e reconhecimento. O caça atua com vários tipos de armamento, tanto com capacidade ar-ar, como ar-solo, sendo capaz de voar a duas vezes a velocidade do som em uma altitude máxima de 16 mil metros.

Além disso, entre as características da aeronave está a capacidade de decolar e pousar em pistas curtas, o que possibilita a operação com pouca infraestrutura ou mesmo em rodovias, caso seja necessário. O tempo reduzido de reabastecimento, para rearmar e concluir inspeção técnica, promete ainda mais agilidade, precisão e eficiência às missões de defesa aérea executadas pela FAB.

Força Aérea Brasileira


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]