Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

19 de março de 2024

Com apoio da SIATT, Marinha do Brasil realiza lançamento do sexto míssil MANSUP, alcançando impacto direto no alvo

Em 21 de fevereiro último, a Marinha do Brasil realizou um novo lançamento do Míssil Antinavio MANSUP, o sexto deles considerando as fases de desenvolvimento e pré-série do programa. O disparo foi realizado a partir da Fragata Defensora, com apoio da Fragata Liberal e de dois helicópteros, um UH-12 Esquilo e um AH-11B Wild Lynx.


O lançamento obteve pleno sucesso, com o míssil alcançando impacto direto contra o alvo. A SIATT, empresa responsável pelo desenvolvimento e fabricação do SGNC - Sistema de Guiagem, Navegação e Controle do míssil, bem como todo o sistema de telemetria envolvido, realizou os preparativos abrangendo a integração final e testes do armamento no Centro de Mísseis e Armas Submarinas da Marinha (CMASM). Já no período embarcado, apoiou a Marinha com testes a bordo e com a utilização de uma versão compacta de seu CLM - Console Lançador de Míssil instalado junto ao sistema de lançamento da Fragata Defensora.


O ensaio foi realizado em condições climáticas adversas, com um ciclone tropical próximo à zona de lançamento nos dias da missão. Neste cenário, um outro recurso de apoio desenvolvido pela SIATT foi de grande auxílio para a viabilização da operação: o SIATEX, um sistema de módulos de posicionamento global (GPS) e comunicação a longa distância associados a um software de consciência situacional. Com mar alto, tempo fechado e pouca visibilidade, muitas vezes impedindo a decolagem dos helicópteros de apoio, o SIATEX possibilitou o posicionamento dos navios nas condições desejadas e monitoramento em tempo real de diversos parâmetros preparativos.



O engenheiro Robson Duarte, sócio diretor da SIATT e Gerente do Programa MANSUP na empresa, salienta que “neste lançamento foi verificado o perfeito funcionamento do Sistema de Guiagem, Navegação e Controle (SGNC) desenvolvido pela SIATT. O míssil realizou todas as manobras que foram simuladas e testadas em laboratório e, com isto, o SGNC está pronto para utilização operacional e produção em série. Está clara a competência da SIATT em integrar sistemas complexos como o MANSUP, projeto de fundamental importância para a autonomia do Brasil na produção de mísseis. Este sexto lançamento representou uma oportunidade única e inédita, jamais vista no Brasil, de termos um míssil antinavio realizando impacto direto contra o alvo!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]